O que é RTWP?

Postado por leopedrini terça-feira, 1 de fevereiro de 2011 07:49:00 Categories: Curso
Rate this Content 1 Votes

Se você trabalha com UMTS, com certeza já ouviu alguém falar sobre RTWP. A sua definição pode ser encontrada em dicionário de siglas, como o http://acronyms.thefreedictionary.com/RTWP Received Total Wideband Power.

 

 

Representa uma medida da tecnologia UMTS: o nível total de ruído dentro da banda de frequência UMTS de uma célula qualquer.

RTWP está relacionada com a Interferência de Uplink, e a sua monitoração ajuda no Controle Queda de Chamadas - principalmente CS. Também tem importância no gerenciamento da Capacidade, pois fornece informação para o Controle de Congestionamento relacionado a Interferência de Uplink.

No UTMS, a Interferência de Uplink pode variar devido a diversos fatores, como o Número de Usuários na célula, o Serviço, as Condições e Tipos de Conexão de Rádio, etc.

Como nosso objetivo é ser sempre o mais simples possível, não vamos nos aprofundar em termos de conceitos ou fórmulas envolvidas. Vamos então, conhecer os valores típicos, e conhecer o que deve ser feito em caso de problemas.

 

Valores Típicos

Certo, sabemos que o RTWP pode nos ajudar na verificação de interferentes de uplink, então precisamos conhecer os valores típicos.

Em uma rede não carregada, normal, o Valor Médio aceitável de RTWP está em torno geralmente de -104.5 a -105.5 dBm.

 

Valores em torno de -95 dBm indicam que a célula tem alguns interferentes de uplink.

Se o valor estiver em torno de -85 dBm, a situação já está feia, com fortes interferentes de uplink.

Geralmente temos medidas de RTWP Máximo, Mínimo e Médio. Porém, os valores máximo e mínimo são recomendados apenas como auxiliares ou referência, uma vez que podem ter sido causados por um pico de acesso, ou até mesmo tenham sido forçados a um valor momentâneo devido a algum algorítmo por exemplo.

Assim, o valor que nos ajuda, e tem as informações mais precisas é mesmo o RTWP Médio!

Para os casos em que a a célula tem duas portadoras, a diferença entre o RTWP delas não deve passar de 6 dB.

 

 

Baseados nestes valores típicos, a maioria dos fabricantes possui ainda um alarme de RTWP "Muito Alto".

 

O que fazer em casos de problemas?

Já vimos que o RTWP pode causar degradação da performance, principalmente Quedas de Chamadas CS. Nota: na verdade, não é o RTWP que causa a degradação da performance. O que ocorre é que quando ele está 'ruim', na verdade está indicando a presença de interferência – esta sim, responsável pela degradação.

Mas o que podemos fazer quando encontrarmos valores ruins?

Se o RTWP não estiver em níveis aceitáveis, algumas ações devem ser tomadas.

  • A primeira coisa a se fazer é verificar se existe algum problema de configuração no NodeB ou RNC. Este é o caso mais comum, principalmente em casos de novas ativações.
  • Uma vez verificadas as configurações de parâmetros, o próximo passo é a verificação física, principalmente jumpers e cabos, muitas vezes parcialmente invertidos. Também devem ser verificados se não há transmissores com falhas, ou qualquer outro problema que possa gerar intermodulação entre o NodeB e a Antena.
  • Se as configurações de parâmetros e hardware estiverem ok, a chance é muito grande de haver Interferência Externa, como por exemplo um Repetidor Interferente.

Nos casos onde possa haver Interferência Externa, deve-se começar a atuar após uma priorização baseada por exemplo em quanto esta célula está afetando os KPI's de toda a rede, se tem alto tráfego, assinantes importantes, etc.

Nota: existem inúmeras formas de interferência de uplink, tanto interna quanto externa. Apenas algumas foram enumeradas acima. O aprofundamento em todas as possibilidades foge ao objetivo de sermos simples em ensinar os conceitos, mas fica a sugestão para quem quiser, de se aprofundar no estudo, identificação e eliminação de interferência.

 

Na prática

Encontrar – e eliminar – problemas de Interferência é um dos maiores desafios em nossa área. Por ser um problema tão complexo, recomendamos que sejam coletados bastante dados para cada investigação. Dados insuficientes ou mal coletados podem levar a conclusões errôneas, piorando ainda mais o problema.

As interferências de uplink podem aparecer apenas em períodos específicos. Assim, é recomendável que sejam coletados dados de pelo menos uma semana (7 dias) durante todas as 24 horas. Geralmente essa quantidade de dados é suficiente. Na figura abaixo, vemos diferentes dias e horários – coloridos – de um exemplo fictício onde a interferência ocorreu.

 

Os dados devem ser coletados para a célula suspeita, e também pelas suas células adjacentes, permitindo se fazer uma triangulação aumentando as chances de se localizar a fonte de interferência.

Uma outra forma de se localizar a fonte da interferência é fazer um teste em campo. Um antenista deve alterar pouco a pouco o azimute da antena, enquanto outro profissional faz as medições de RTWP. Ou seja, através das informações do direcionamento da antena e os respectivos valores de RTWP, é possível tirar conclusões muito boas.

É claro que mexer no sistema online pode não ser uma boa prática, e podem ser feitos testes com com uma antena Yagi e um Analisador de Espectro.

Os fabricantes oferecem diversas formas de medir o RTWP, pela OSS, contadores de performance e logs.

 

Conclusão

Nesse breve tutorial aprendemos o que é RTWP, e que o seu valor típico ideal está em torno de -104.5 dBm e -105.5 dBm.

Como o RTWP está diretamente ligado a Interferência de Uplink – e sabemos que Interferência é a principal causa de degradação de performance – concluímos que melhorando o RTWP, ou seja, fazendo com que fique o mais próximo possível de -105 dBm, acabamos melhorando a Queda de Chamadas.

IMPORTANTE: Aproveitando a oportunidade, veja que foi indicado no início um site – dicionário – com a descrição de RTWP. Lembro que esse site já foi assunto de um turorial muito interessante, na seção de Dicas. Se você ainda não visitou essa seção do portal, recomendo fortemente, pois tem muitos assuntos que ajudam no nosso crescimento na área de Telecom e TI.