Hunter GE Propagation Analyzer (Application)

-outubro de 2013+
dstqqss
293012345
6789101112
13141516171819
20212223242526
272829303112
3456789
  • RSS
  • Subscribe

Estatísticas

  • Entradas (42)
Postado por leopedrini quinta-feira, 31 de outubro de 2013 06:56:00 Categories: Access Google Earth Hunter Microsoft Excel
Rate this Content 1 Votes

Iniciamos uma nova sequência de publicação de tutoriais da ferramenta Hunter. No tutorial de hoje veremos o módulo ‘Hunter GE Propagation Analyzer’, que trata dados de contadores de Performance coletados e plota os mesmos no Google Earth.

 

Dessa forma podemos realizar diversos tipos de análises, como mostramos em detalhes no tutorial Análise de Cobertura com Propagation Delay - PD e Timing Advance - TA (GSM-WCDMA-LTE), cuja leitura é extremamente recomendada antes de prosseguir.

Nota: Como sempre os arquivos deste tutorial já foram enviados aos ‘Hunter Users’, contendo dados fictícios de exemplo, permitindo que você reproduza o que iremos mostrar aqui, e também que faça quaisquer modificações / melhorias que desejar (exemplo completo, com código comentado). Para maiores informações sobre ‘Hunter Users’, por favor, veja nota no final deste artigo).

Vamos então ao tutorial.

 

 

 

Objetivo

Apresentar brevemente o módulo ‘Hunter GE Propagation Analyzer’, servindo como base inicial para utilização e/ou modificações no mesmo.

 

Interface do Usuário

A interface dos módulos Hunter praticamente não muda: é bem simples, permitindo que você faça quaisquer customizações que achar conveniente. É sempre apenas um ponto de partida - embora já possa ser usada como está.

Abaixo temos a interface principal do módulo de hoje, que aparece quando você abre o arquivo ‘Hunter_GE_PropagationAnalyser_RUN_1.0.0.mdb’, localizado no diretório ‘Scripts’ desse módulo.

 

Nota: após praticar a ‘instalação’ (na verdade extração de arquivos) dos módulos Hunter nas dezenas de tutoriais anteriores, você já deve estar familiarizado com essa tarefa. Mesmo assim, se encontrar algum problema em reproduzir o que mostramos aqui em, por favor entre em contato.

 

Utilizando o Módulo

Vamos direto ao assunto e mostrar brevemente como este módulo funciona. Maiores detalhes você mesmo pode encontrar utilizando os arquivos fornecidos - tabelas, consultas e macros, tudo com código VBA comentado.

Esse módulo trata os dados de ‘Propagation Delay’, que devem estar no formato do Hunter, conforme informado no tutorial com uma explicação sobre ‘Propagation Delay’, que recomendamos no início (novamente: se você não leu, recomendamos que faça isso).

Nesse tutorial, os dados de exemplo estão armazenados em uma tabela do Access, mas como sempre, poderiam estar em outro formato, como uma planilha do Excel. Se você deseja usar outra forma, basta fazer as alterações correspondentes - também já deve ser comum à você esse tratamento de dados de diferentes fontes. Mas se tiver alguma dúvida, entre em contato.

Então, os nossos dados brutos (tabela) estão disponíveis no arquivo ‘Hunter_PropagationAnalyser_DB’, no diretório ‘Database’.

 

Voltando à tela principal do aplicativo que vai tratar esses dados (que estão vinculados), vamos falar apenas do que é novidade nesse módulo. Nota: os dados estão na tabela ‘PDTA’ vinculada do banco de dados ‘Hunter_PropagationAnalyzer_DB’.

 

Como sempre, para plotar os dados, basta clicar no botão com o ícone do Google Earth.

 

A única parte nova aqui hoje são os filtros que podem ser aplicados, permitindo que você por exemplo analise apenas uma Tecnologia (1), apenas uma BSC/RNC (2), apenas um SITEPROP (3), um SITEPROP_SECTOR (4) ou mais especificamente, apenas uma célula (5).

 

O botão ‘Reset’ (6) retorna os valores originais.

E o range (7) permite que você faça uma análise específica, apenas para um certo range de contribuição. Por exemplo, se você digitar de 50 a 100%, serão plotados somente os itens que atendem esse critério.

 

Ajustando Ranges e Legendas

Ao clicar no botão ‘Edit Ranges and Legends’ (1), você pode configurar as opções de ranges e legendas.

 

As edições são feitas - e ficam armazenadas - no arquivo do Excel ‘tbl_Aux_KPI_Thematic.xls’, o mesmo arquivo de configuração de KPI de todos os módulos Hunter.

 

Observação: sempre que fizer alguma alteração nos seus ranges, valores ou cores, lembre-se de atualizar também o arquivo de legenda ‘Legend_PDTA_P.png’, para que ele corresponda ao que está no Excel.

 

No nosso aplicativo Access, as consultas ‘qry_Aux_KPI_Thematic_ECNORLFAIL_P’ e ‘qry_Aux_KPI_Thematic_PDTA_P’ buscam esses dados via tabela vinculada ‘tbl_Aux_KPI_Thematic’, disponibilizando os dados configurados para esses ranges a serem tratados pelo aplicativo.

 

Dividindo a Saída em Múltiplos Arquivos

E como você deve imaginar, caso você processe todas as células de sua rede (todas as células de todas as BSCs GSM, e todas as células de todas as RNCs UMTS) você poderá acabar gerando um arquivo muito grande.

Então como podemos dividir esses dados de saída?

Algumas pessoas têm algumas ideias ou sugestões. Por exemplo, gerar um arquivo para cada BSC e cada RNC. Essa forma até funciona, mas não é recomendado. Vamos ver o motivo.

Imagine que você tenha uma célula ‘GSM-AAN1’, e no mesmo local uma célula ‘UMTS-AAN1’. Se fizermos a divisão por BSC/RNC, quando quisermos analisar as propagações do site ‘AAN’ (propagações de ambas as tecnologias GSM e UMTS), como fazemos?

Sim, teríamos que abrir 2 arquivos - um que foi gerado com os dados da BSC (contendo GSM-AAN1), e outro que foi gerado com os dados da RNC (contendo UMTS-AAN1).

A melhor solução que encontramos para esse problema - pelo menos até o momento - foi utilizar a primeira letra do ‘SITEPROP’, ou local do site, para fazer essa divisão.

 

E para isso, temos uma tabela auxiliar, com letras (de A à Z). Se tivermos um ‘SITEPROP’ começando com ‘A’, todas as suas células serão plotadas no arquivo ‘A_*.kml’. Se começar com ‘B’, os dados estarão no arquivo ‘B*_.kml’, e assim por diante.

 

Para fazer isso no aplicativo, criamos uma tabela auxiliar ‘tbl_AUX_CHAR’, com os caracteres iniciais.

 

O aplicativo varre essa tabela, e cria um arquivo para cada uma das letras existentes nessa tabela - desde é claro que elas estejam na tabela de dados.

No exemplo de hoje temos apenas 4 ‘SITEPROP’, e todos começam com A.

 

Rodando o programa, temos então o resultado: um arquivo começa com a letra ‘A’ (1) - com todas as nossas células.

 

Um outro artifício interessante, ainda relacionado à nomenclatura dos arquivos de saída, diz respeito ao horário de processamento, ou quando ele foi criado.

Isso também é necessário porque podemos fazer uma análise com algum filtro, e algum tempo depois, outra análise, com outros filtros. Se a única forma de diferenciação fosse a primeira letra, o arquivo seria sobrescrito.

Inserindo também o horário de processamento no nome do arquivo (2) os mesmos nunca são sobrescritos. (O horário de processamento é inserido na forma ‘aammddhhmm’).

 

Veja também que o nome do arquivo contém a data e hora dos dados (3) presentes na tabela original. Isso evita qualquer confusão sobre a data e hora que esses dados se referem.

 

Essas são as principais novidades desse módulo.

Recomendamos que você rode os arquivos de exemplo, e descubra mais detalhes do funcionamento, podendo assim fazer as suas melhorias, se desejar.

Todo o código está aberto (sem senhas) e comentado.

Se tiver alguma dúvida, ou quiser sugerir alguma melhoria, fique à vontade para compartilhar com o grupo.

Veja que este tutorial não é um passo a passo completo cobrindo todos os possíveis pontos passíveis de comentários. Mas como um aplicativo pronto, e com dados de exemplo para testar, acreditamos ser um excelente ponto de partida, até mesmo para utilização imediata.

 

‘Hunter Users’

Como mencionamos no início, é importante que façamos alguns esclarecimentos sobre a ferramenta Hunter e seus usuários.

Todos os módulos da Ferramenta Hunter são enviados apenas aos ‘Hunter Users’, ou seja, aquelas pessoas que colaboraram com a doação para prosseguimento do projeto.

Esse grupo atualmente está muito grande, e por isso criamos uma nova forma de comunicação: uma Lista de Discussão Restrita no Yahoo!. Somente ‘Hunter Users’ podem participar - sem exceções. Contamos com a sua compreensão, entendendo que é impossível que seja dado suporte individual a cada um.

  • Se você é um ‘Hunter User’: (e por acaso ainda não faz parte dessa lista de discussão via e-mails) por favor acesse o endereço http://groups.yahoo.com/neo/groups/hunterusers/info pois a sua entrada já foi previamente aprovada.
    • Importante: o seu e-mail de cadastro utilizado nesse grupo deve ser exatamente o mesmo que você recebe os módulos do Hunter. Caso deseje alterar este e-mail, entre em contato utilizando a página de contato deste site.
  • Se você não é um ‘Hunter User’: e deseja mais informações, por favor acesse esse link: Obter Hunter.
    • Note porém que, mesmo não recebendo os arquivos, aplicações de exemplo e códigos fontes, você pode continuar participando, conhecendo as aplicações, metodologias de trabalho, etc. E pode aplicar essas dicas no desenvolvimento de seu trabalho.

Nota: Se você é um Hunter Users, todas as suas dúvidas, solicitações, etc., devem ser enviadas para o grupo acima. Além disso, perceba que você faz parte de uma comunidade extremamente restrita, em contato direto com os melhores profissionais de Telecom e TI no mundo. Comece a participar hoje mesmo, não só com dúvidas sobre os módulos Hunter, mas discutindo juntos e ‘moldando’ os novos módulos dessa ferramenta da qual todos nós criamos. Os benefícios serão de todos nós.

 

Conclusão

Vimos hoje o módulo do Hunter responsável pelo plotagem dos dados de ‘Propagation Delay’ no Google Earth, mais um excelente tipo de análise que deve ser explorado, como vimos em detalhes no tutorial Análise de Cobertura com Propagation Delay - PD e Timing Advance - TA (GSM-WCDMA-LTE).

Agradecemos a visita, e mais uma vez agradecemos à todos, principalmente aos Hunter Users que tornam esse projeto cada dia mais interessante. Compartilhe suas ideias, e fique à vontade para fazer sugestões, ou solicitar novos módulos.

Até o próximo tutorial.