FTP Client Filezilla

quarta-feira, 9 de março de 2011 10:29:00 Categories: FTP
Rate this Content 1 Votes

Voltando as recomendações de softwares úteis para a área de TI e Telecom, vamos falar hoje dos programas de ftp.

Como sempre, é (quase) possível trabalhar sem eles. Mas com certeza, o nosso trabalho será maior.

 

 

 

Porque eu devo usar um programa de ftp?

Ftp – ou file transfer protocol, como o próprio nome diz, é um protocolo para transferência de arquivos. Quando o nome protocolo entra em cena, muita gente já acha complicado. Mas não é.

Esse protocolo na verdade veio para simplificar as transferências de arquivos. Quando você clica num link que começa com "ftp//", o seu computador automaticamente entende isso, e inicia o seu programa de ftp padrão. No caso do Windows, como a tela mostrada abaixo, solicitando usuário e senha para acessar os diretórios e arquivos (que por sua vez devem estar liberados para esse usuário).

 

Também no Windows, temos um programa de FTP padrão através das linhas de comandos do DOS.

 

A interface é simples, e o resultado é suficiente. Temos ainda a possibilidade de criar arquivos do tipo .bat, que são usados por exemplo em testes de dados, baixando e/ou enviando dados para um servidor de testes.

Mas essa é a única opção onde o FTP do DOS mostra-se mais interessante. Na maioria dos outros casos em que precisamos de um programa de FTP, temos tarefas manuais repetitivas. E é aí que o nosso trabalho é muito mais simplificado.

Um exemplo disso é quando precisamos baixar diariamente arquivos de contadores da OSS, arquivos com configuração da rede – parâmetros, etc.

O simples fato nesses casos de minimização das tarefas repetitivas já é um argumento suficiente.

Mas além disso, os programas de ftp apresentam uma série de outras pequenas vantagens, como por exemplo, em um certo diretório, podem te mostrar quais arquivos já formam baixados, e quais ainda estão faltando.

Nota: não é o objetivo aqui hoje nos aprofundar sobre FTP, e sim apresentar um programa para nos ajudar nessa tarefa. Fica entretanto, caso tenha interesse, a sugestão de leituras sobre o assunto específico.

Nota 2: a criação de arquivos do tipo .bat no DOS é interessante, e como vimos tem aplicação eficiente. Futuramente mostraremos com detalhes um teste utilizando esse tipo de transferência (ftp) através do DOS.

De todos os programas, o Filezilla é com certeza um dos melhores e mais utilizados (é multiplataforma – funciona no Windows, Unix, etc...). E para melhorar ainda mais, é gratuito.

 

Instalação e Licença

A instalação do Filezilla é bem simples. No site do programa, escolha o programa de instalação instalação mais adequado a você, baixe e prossiga com a instalação padrão.

Site do Programa: http://filezilla-project.org/download.php

 

Interface do Programa

Vamos dividir a Interface do programa em algumas áreas para explicar melhor.

 

Na primeira área (1) temos os Menus e Botões da Barra de Tarefas, com diversas ações possíveis. Temos também um local para informação do Host, Username, Password e Port, onde é possível fazer uma conexão rapidamente baseada nos dados informados.

Um pouco mais abaixo, temos duas áreas similares (2) e (3). Elas respectivamente apresentam uma árvore de diretórios para o seu computador (local site) e os arquivos e diretórios no servidor (remote site). Os arquivos e diretórios são listados de acordo com a sua seleção em cada árvore.

Na última área, temos as informações das ações executadas, como a fila para envio e recebimento de arquivos, e se os mesmos falharam ou tiveram sucesso – com guias especificas para cada caso.

 

Agora já estamos prontos para ver o programa em ação. Vamos ver isso através de exemplos.

 

Estabelecendo uma conexão

Para utilizar o programa, precisamos naturalmente de um servidor ftp. Para os testes utilizaremos secureftp-test.com, para que possamos demonstrar os principais passos. Esse servidor disponibiliza pequenos arquivos para teste, porém não permite o upload.

A primeira coisa a fazer é criar uma entrada com as informações do site que vamos conectar.

Para isso, você pode utilizar o Menu: File -> Site Manager ou simplesmente clicar no botão correspondente da barra de tarefas (1).

 

Surge então, a janela do gerenciador de sites. Clique no Botão Novo Site (1).

 

Dê um nome para o seu servidor (1). Na Guia General, preencha o nome do seu Host (2), bem como a sua porta (3). No caso da porta, você pode deixar em branco se não for especificado. Em seguida, escolha Logon type como Normal (4), e preencha o nome de usuário e senha (5).

Pronto, sua conexão já foi configurada. Clicando no Botão Connect (6) a conexão é estabelecida.

 

Na parte superior você vê uma série de informação com a resposta aos comandos enviados pelo programa. Na imagem abaixo, temos a informação que a nossa conexão foi aceita, e está tudo OK.

 

Baixando arquivos

Certo. Já estamos conectados com o servidor. O próximo passo então, é baixar um ou mais arquivos.

Para isso, navegue em cada uma das duas áreas. Na local, navegue até o local onde deseja que o arquivo seja baixado. Na remota, navegue até onde se encontram os arquivos ou diretórios desejados.

 

No exemplo, navegamos até "C:\Documents and Settings\Leonardo\My Documents\test", que é o local onde desejamos baixar o arquivo. E na parte remota navegamos até "/subdir2", que é o diretório onde se encontra o arquivo que desejamos baixar: Scream.jpg.

Para baixar o arquivo, simplesmente selecione o mesmo, clique com o botão direito do mouse e escolha Enviar (1).

 

Pronto, o arquivo será baixado. Você pode ver a informação dessa trasferência na parte inferior.

 

Enviando arquivos

O processo para enviar arquivos é exatamente o mesmo que para baixar, só que agora você envia o arquivo local – tendo selecionado o diretório destino na área da direita (remota).

 

Algumas Dicas

Como falamos, o está aí para facilitar a nossa vida. Só que ainda não deu para ver isso, certo?

Pois bem, vamos lá.

Uma boa facilidade está justamente no Gerenciador de Sites. Veja que o nosso servidor já foi salvo na lista de conexões possíveis.

 

Você pode salvar a configuração de conexões com todos os seus servidores de ftp que você acessa regularmente. Assim, sempre que precisar acessar um deles, basta escolher nessa lista e o mesmo é conectado (você já não precisa mais digitar os dados como host, usuário e senha).

Mas vamos além.

Suponha que os arquivos que você baixa diariamente estejam em um diretório longo, e você necessite acessar vários subdiretórios até chegar no local desejado.

Para resolver esse problema, você pode utilizar a facilidade dos favoritos. Estando no local desejado, acesse o Menu: Bookmarks -> Add Bookmark... (1).

 

Na nova janela que se abre, escolha o tipo Site-specific bookmark (1), se desejar que esse favorito esteja disponível apenas quando estiver acessando esse servidor. Dê um nome para esse favorito (2). Os endereços local e remoto já estão informados (3) – baseados na seleção do momento da criação do favorito – embora você possa mudar, se quiser. Para concluir, clique no botão OK (3).

 

Pronto, agora sempre que você estiver nessa conexão, basta escolher o atalho e ir direto ao local desejado.

 

Tudo bem. Mas e se o meu diretório local também for um longo caminho?

Bom, para resolver isso, temos mais uma boa funcionalidade. É a navegação sincronizada. Ou seja, quando você navega para um novo diretório local, o diretório remoto também muda para o diretório correspondente. Naturalmente, para que isso ocorra, é necessário que ambos tenha a mesma árvore de diretórios (mesmo nomes e estrutura).

Para ativar essa funcionalidade, acesse o Menu: View -> Synchronized browsing ou clique no botão correspondente da barra de tarefas.

 

Nota: quando salvar um favorito, lembre-se de marcar essa opção, se for esse o seu caso.

Por fim, vamos falar de apenas mais uma funcionalidade. A comparação de diretórios.

Para ativar a comparação de diretórios, acesse o Menu: View -> Directory Comparisson -> Enable ou clique no botão correspondente da barra de tarefas.

 

No exemplo acima, o programa mostra em amarelo arquivos que existem em um local, mas não existem em outro (cat.jpg só existe no local, e dude.gif só existe no remoto). Ficam da mesma cor se estiverem em ambos os locais (arquivo HelloWorld123.txt).

Ainda existem algums funções interessantes, como a possibilidade de aplicar filtros, e importar/exportar lista de entradas . Mas como o tutorial já está bem extenso, e acredito que o objetivo foi alcançado – apresentar o programa de ftp Filezilla – podemos parar por aqui.

 

Conclusão

Este foi um breve resumo do software Filezilla, sem dúvida um dos melhores programas de ftp existentes. Além de ser fácil de usar, é multiplataforma, e gratuito.

Na área de TI e Telecom, programas de ftp podem ajudar bastante, principalmente em tarefas repetitivas de monioramento e análise da rede onde o download desses arquivos é necessário.

Espero que tenham gostado. Aguardo as dúvidas e comentários. E até nosso próximo encontro!